CEDAP participou de Mostra Cultural em Roseira-SP

"Saber que recebemos elogios dos nossos trabalhos nos ajuda a enxergar a arte e a cultura de forma diferente. Acreditamos ser muito importante ter  essa oportunidade de demostrar nossos trabalhos para mudar os pensamentos  e ideias da sociedade preconceituosa." (fala de adolescente participante do projeto ao arte-educador Luiz Claudio Oliveira).

Na última semana de maio aconteceu a III Mostra Cultural "Ser criança é coisa séria" na universidade Anhanguera de Roseira-SP. O evento teve a participação do Projeto Arteiros do CEDAP, com exposição de trabalhos de pintura em telas e poesias feitas pelos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas em Centros de Atendimento da Fundação CASA de Taubaté e Lorena.
As telas e poesias foram criadas em oficinas de arte-educação promovidas pelo Projeto Arteiros do CEDAP nos Centros de Atendimento da Fundação CASA. O arte-educador Luiz Claudio Oliveira e o coordenador regional do projeto Marcos Chabes estiveram no evento representando o Arteiros. 
 
"Esses adolescentes  são reconhecidos somente quando estão conectados à diversidade da violência existente diante dos reflexos da desigualdade social. Nós arte educadores temos o grande desafio de mostrar alternativas de um projeto de vida sociocultural de inserção nesse mundo contemporêano canalizando e potencializando seu protagonismo", comentou Oliveira após o evento.
 
Além da exposição de produtos do Arteiros, os participantes do evento também conferiram a palestra "Cidadão ou Consumidor? A exploração pelo consumo e a questão social" da assistente social Natalia Carvalho. A ONG Grupo de Apoio e Amparo a Juventude (Gaaj), a Universidade Anhanguera, por meio da assistente social Silvia Helena dos Santos, e Thiago Arikawa, conselheiro estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente também prestigiaram a Mostra Cultural.
 
"Foi um trabalho extraordinário, com grande repercussão diante dos participantes. A exposição dos trabalhos do Arteiros trouxe a quebra de preconceitos para aqueles que não acreditam ou não acreditavam no potencial artístico, político, e crítico daqueles adolescentes que buscam identidade social e cultural para suas vidas", disse Silvia Helena dos Santos, tutora da Universidade Anhanguera.
 
A estudante de Serviço Social Camila Fernanda acrescentou que "o evento foi bastante esclarecedor em relação aos assuntos do Estatuto da Criança e do Adolescente, medidas socioeducativas e maioridade penal. Também fiquei encantada com os trabalhos expostos dos adolescentes".
 
(Com a colaboração de Luiz Claudio Oliveira.)
R. Barbosa da Cunha, 930 • Jd. Guanabara • Campinas • SP • CEP: 13073-320
Fone e Fax: (19) 3235-1800 • (19) 3291-0287 • Email: cedap@cedap.org.br
Todos os direitos reservados . Cedap . Desenvolvido por W2F Publicidade