Arteiros

O que é?

Iniciado em agosto/2008 em parceria com a Fundação CASA - órgão ligado à Secretaria de Estado da Justica e da Defesa da Cidadania de São Paulo -, o Projeto Arteiros propõe, por meio de atividades artísticas e culturais, acesso à arte e à cultura aos adolescentes em conflito com a lei, que cumprem medida socioeducativa em regime de internação nos Centros de Atendimento da Fundação CASA.

A proposta de trabalho consiste em propiciar aos adolescentes um espaço de convivência grupal para, a partir da sensibilização em diferentes linguagens artísticas, incentivar a reflexão de novos significados em suas vidas. Pretende-se ainda, que esse trabalho repercuta nas diferentes interações nos Centros de Atendimento, entre agentes de apoio socioeducativo e adolescentes, adolescentes e coordenação pedagógica e assim sucessivamente, fazendo com que isto contribua para se constrir um novo jeito de ver e de se relacionar com os adolescentes em conflito com a lei, conforme preconiza o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE) - Lei nº 12.594, de 18/01/2012  e o Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei nº 8.069 de 13/07/1990.

 

A quem se destina?

Aos adolescentes que cumprem medida socioeducativa de privação de liberdade, internos nas unidades da Fundação CASA, nas Dividões Regionais:

DRMC: Campinas, Mogi Mirim, Piracicaba e Limeira

DRL: São Vicente, Mongaguá, Guarujá e Santos

DRVP: São José dos Campos, Jacareí, Lorena, Taubaté, Guarulhos, Itaquaquecetuba e Arujá

 

Como é?

São realizadas oficinas de arte-cultura, desenvolvendo-se as linguagens de dança, capoeira, artes plásticas, grafite, fotografia, literatura, rap, audiovisual, teatro e circo. As atividades são pautadas na metodologia da educação popular tendo como centralidade a construção de outro projeto de vida e de sociedade. Compreendemos que a realidade social não está dada, é um processo contínuo de criação que comporta novas construções, partindo do desenvolvimento de práticas educativas e políticas que exercitem o real protagonismo dos sujeitos.

 

Alguns resultados de 2016:

- 15.276 atendimentos realizados com adolescentes ao longo do ano;

- 1.014 oficinas anuais oferecidas;

- 102 eventos culturais envolvendo apresentações e exposições artísticas;

- 2.213 adolescentes envolvidos nas produções artísticos-culturais e cerca de 755 pessoas prestigiaram as apresentações.  

 

Apoio: Fundação CASA.

 

Equipe Arteiros

R. Barbosa da Cunha, 930 • Jd. Guanabara • Campinas • SP • CEP: 13073-320
Fone e Fax: (19) 3235-1800 • (19) 3291-0287 • Email: cedap@cedap.org.br
Todos os direitos reservados . Cedap . Desenvolvido por W2F Publicidade